81% dos brasileiros mantêm ou já tiveram contato com uma pessoa com câncer

81% dos brasileiros mantêm ou já tiveram contato com uma pessoa com câncer

Pesquisa também mostra que 60% dos entrevistados têm um parente que vive com doença, por isso a empatia e o respeito com o paciente precisam ser constantes

Você conhece alguém que tem ou que já teve câncer? Às vezes nem precisa puxar do fundo da memória para se lembrar, pode ser um familiar, um amigo querido, ou até um conhecido do trabalho. Lembrou? Pois saiba que essa situação é mais comum do que você imagina.

Segundo uma pesquisa realizada e publicada na internet pelo Instituto Oncoguia, ONG que ajuda pacientes com câncer em todo o Brasil, 81% dos brasileiros mantêm ou já tiveram contato com uma pessoa com câncer.

E dá para ir mais além: 60% das pessoas entrevistadas tem um parente que vive com a doença. Mas o fator mais preocupante deste levantamento é que ainda está enraizado no imaginário brasileiro que a doença (o câncer) é uma sentença de morte (38%).

Diagnóstico precoce

“Quando o câncer é diagnosticado precocemente, antes mesmo do aparecimento dos sintomas, ele tem grandes chances de cura, por isso é muito importante passar por consultas médicas de rotina”, explica Maryana Oliveira Feliciano, médica oncologista da Acreditar Tocantins, clínica de Araguaína especializada no tratamento do câncer.

Outro ponto muito positivo a favor dos tratamentos é o constante avanço na Medicina e na farmacologia para novas técnicas de tratamentos e medicações mais eficientes e de maior acesso para toda a população.

Fake News

Mesmo nessa era de conhecimento, ainda há muitas dúvidas sobre a doença. E por causa disso também há várias informações falsas que circulam e acabam confundindo ainda mais a população.

32% dos brasileiros (quase um terço) acreditam que o câncer é causado por traumas psicológicos. E mesmo que as campanhas batam forte na tecla de que o tabagismo pode causar o câncer, 8% dos entrevistados desconhecem essa relação.

Ainda na mesma pesquisa, apenas um terço dos brasileiros (33%) entende que obesidade e câncer estão relacionados.

“Quando você pega esse desconhecimento e junta com o imaginário popular, a percepção negativa sobre a doença aumenta, porque muitos acreditam que o câncer aparece magicamente no organismo da pessoa”, explica a médica.

As pessoas ainda acreditam (38%) que quem tem câncer vai sofrer com dor e agonia, impressões que atrapalham no enfrentamento da doença.

Diagnóstico precoce

Uma grande parcela dos brasileiros (55%) acredita que não é possível diagnosticar rapidamente um tumor e culpa a falta de acesso aos exames. 

52% creem na dificuldade para marcar uma consulta e 42% relatam que não é possível encontrar um médico para examinar os sinais e sintomas. 

Já 30% acreditam que não é possível fazer uma biópsia rapidamente.

Sobre o tratamento

“Existem muitos tratamentos modernos e eficazes para lidar com cada subtipo da doença. Mesmo que esse paciente não consiga na sua cidade de domicílio, o SUS encaminha-o para o município mais próximo que possa prover esse tratamento”, destaca Maryana.

Ainda falando sobre o tratamento, 73% dos entrevistados não acham que é possível iniciá-lo em até 60 dias no Brasil (mesmo sendo uma lei). 

Dentre os problemas mencionados, 78% apontam a fila de espera, 46% a falta de vaga para cirurgia, 25% a vaga na quimioterapia e radioterapia, 24% falam que o acesso ao especialista é dificultado e 17% apontam como um grande problema a falta de acesso ao medicamento.

Mudança de vida

A médica oncologista explica que a melhor forma de manter o fantasma do câncer longe é adotando comportamentos mais saudáveis.

“Existem os fatores de risco hereditários, mas há alguns fatores que são preventivos e reduzem a chance de um dia a pessoa desenvolver um câncer, tais como a prática regular de exercícios físicos, hábitos alimentares saudáveis, não fumar e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas”.

Com informações do Portal Oncoguia

Imagem: https://www.spdm.org.br/

Sobre o Autor

Ricardo Sottero administrator

Deixe uma resposta