Dormir mal pode causar disfunção erétil nos homens

Dormir mal pode causar disfunção erétil nos homens

A ereção precisa do trabalho conjunto de sistemas que são afetados pelas noites mal dormidas

Todo mundo sabe que ter uma boa noite de sono é essencial para manter a saúde em dia: o corpo recupera as energias e fica prontinho para enfrentar mais um dia cheio de tarefas, estresses e desafios.

“Portanto, dormir mal traz uma série de prejuízos à saúde, como o desenvolvimento de hipertensão, arritmias cardíacas, alterações de humor, problemas vasculares, desregulação hormonal e, pasme, disfunção erétil”, destaca o otorrinolaringologista e médico do sono, Daniel Nunes.

Como funciona a ereção

A disfunção erétil é a incapacidade do homem em iniciar ou manter uma ereção adequada para ter uma relação sexual.

E é aqui que acontece o problema: para ter uma ereção, o pênis requer o funcionamento conjunto dos sistemas vascular, nervoso e hormonal, os principais afetados pelas noites mal dormidas.

Os tecidos cavernosos do pênis, estruturas de tecido erétil parecidas com esponjas, são alimentados por artérias bem sensíveis. Para ficar ereto, ele precisa armazenar sangue suficiente, algo severamente afetado por problemas vasculares.

“Para que a ereção aconteça, é necessário um estímulo, seja ele visual ou tátil. O cérebro manda uma informação para o pênis e faz com que os vasos sanguíneos da região se dilatem, fazendo com que a pessoa consiga ter uma ereção”, explica João Vitor Quadra, urologista no Centro Urológico de Araguaína

Estudo científico

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Medicina de Chicago, nos Estados Unidos, e publicada no Journal of the American Medical Association (JAMA), a falta de sono causa uma queda na produção do hormônio masculino, a testosterona, diminuindo assim a libido.

Além do mais, os homens são mais propensos a desenvolverem apneia e outros distúrbios do sono.

“O sistema circulatório fica prejudicado, porque não recebe toda a oxigenação que necessita. Como consequência, o homem pode acabar sofrendo da disfunção erétil, pois não há transporte suficiente de oxigênio ao órgão genital para provocar a ereção”, destaca Daniel.

Outros problemas

A quantidade insuficiente de sono também pode causar depressão, ansiedade, obesidade e problemas no sistema imunológico. Isso tudo pode levar a pessoa a ter  palpitações, angústias, desmaios, vertigens, enxaquecas, crises nervosas, irritabilidade, problemas digestivos e de memória.

Imagem: https://saude.abril.com.br/

Sobre o Autor

Ricardo Sottero administrator

Deixe uma resposta