Novembrinho Azul chamou a atenção de frequentadores da Via Lago

Novembrinho Azul chamou a atenção de frequentadores da Via Lago

A ação foi voltada para a conscientização dos pais sobre doenças que afetam os meninos

Acostumados com o Novembro Azul de saúde do homem, os frequentadores da Avenida Via Lago foram surpreendidos com uma campanha diferente no último dia 23. Embora os homens ainda fossem o público alvo, a faixa etária não foi a que a comunidade está acostumada.

Esse foi o Novembrinho Azul de orientação e prevenção para a saúde gênito-urinária masculina de crianças e adolescentes, uma iniciativa das médicas cirurgiãs-pediátricas do Hospital Municipal de Araguaína, Dra. Joyce Lisboa Freitas e Dra. Nyrla Yoshie Yano Gomes.

A ação contou com o apoio do Instituto Saúde e Cidadania – ISAC, da Secretaria Municipal de Saúde de Araguaína, da clínica oncológica Acreditar Tocantins e da LAPEN, Liga Acadêmica de Pediatria e Neonatologia.

Informação e diversão

Durante a ação, os pais receberam informações valiosas e as crianças ganharam saúde, pirulitos e pintura facial.

As médicas especialistas orientaram os pais e responsáveis sobre as principais doenças que podem surgir em meninos, como fimose, distopia testicular e varicocele.

Segundo a cirurgiã pediátrica, Dra. Joyce, a intenção foi de alertar as famílias sobre o perigo que essas doenças podem trazer para a vida adulta das crianças.

“São doenças infantis que, quando não são tratadas a tempo, podem levar a casos de neoplasia, que é a transformação em câncer e que pode levar a infertilidade”, destacou a médica.

Vacinação

E quem tinha em mãos o cartão de vacinação e documento de identificação pode ser vacinado contra o HPV. A vacinação foi direcionada para os grupos liberados pelo SUS: meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, e foi disponibilizada pelo setor de imunização da Secretaria Municipal de Saúde.

“O HPV é uma doença sexualmente transmissível. Ao imunizar essas crianças e adolescentes, logo cedo, quando eles tiverem vida sexual ativa já estarão protegidos contra os quatro tipos de vírus HPV”, explicou Samila Carvalho, coordenadora de imunização da Secretaria Municipal de Saúde.

O superintendente de projetos do ISAC, Alberto Aguiar, enfatizou a importância da ação em um ponto tão movimentando como é a Via Lago.

“Grande parte dos pais, não por resistência, mas por falta de conhecimento, acaba deixando a vacinação passar batida, então a nossa intenção foi de lembrá-los quanto a isso”, explicou.

Chamou a atenção

As informações pontuais chamaram a atenção da enfermeira Paloma Pereira, que estava acompanhada dos filhos Carlos Gregório, oito anos, e Heitor, de cinco anos.

“Achei bem interessante, porque nunca tinha visto uma campanha voltada para a criança. Com certeza eu estarei ainda mais atenta em relação a saúde dos meus filhos”, disse.

A assistente administrativa Simone Teixeira aproveitou a oportunidade para colocar a vacina da filha Sophya em dia.

“A semana é muito corrida, às vezes acaba não sobrando tempo ou a gente até se esquece do dia da vacina, mas são muito bacanas essas campanhas de conscientização”, pontuou Simone.

A Paloma Pereira, estava acompanhada dos filhos Carlos Gregório e Heitor A Sofia foi vacinada E teve pintura facial Novembrinho Azul do ISAC (1) Novembrinho Azul do ISAC (3)

Sobre o Autor

Ricardo Sottero administrator

Deixe uma resposta