Novembro Azul: em 2020, Araguaína realizou 2.340 atendimentos para o câncer de próstata pelo SUS

Novembro Azul: em 2020, Araguaína realizou 2.340 atendimentos para o câncer de próstata pelo SUS

INCA diz que 760 homens desenvolverão a doença em 2020 no Tocantins

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer – INCA, o câncer de próstata foi responsável por mais de 15 mil mortes no Brasil em 2018 e a maior parte foi de pacientes com mais de 65 anos. A previsão para 2020 é de que 65.840 homens desenvolvam a doença no país, 760 só no Tocantins.

A doença afeta somente homens e mulheres transexuais porque só eles têm a próstata, uma glândula que fica localizada embaixo da bexiga. Ela é responsável por produzir o fluido que protege e alimenta os espermatozoides no sêmen.

Araguaína no mapa do câncer de próstata

De janeiro a setembro de 2020, a Oncoradium, centro especializado no atendimento e tratamento do câncer e responsável pelo serviço oncológico do SUS no Hospital Regional de Araguaína, registrou 2.340 atendimentos para o câncer de próstata. 

Este número corresponde à somatória dos atendimentos ambulatoriais (consultas), quimioterapia e radioterapia, tanto para pacientes novos, como para os mais antigos que estão em tratamento contínuo.

“O recomendado é que o homem passe pelo exame anual a partir dos 45 anos. Já para aqueles que estão na zona de risco, como homens negros ou com familiares que já desenvolveram a doença, o rastreio deve começar mais cedo, a partir dos 40 anos”, pontua a Dra. Ariana Luz, médica oncologista na Oncoradium de Araguaína.

Tabu

Um dos principais exames para detectar esse tipo de câncer é o toque retal. Nele, o médico urologista detecta alterações na próstata, evidenciando a doença. Para aumentar a eficiência do diagnóstico, o paciente também faz o exame PSA de sangue.

Acontece que muitos homens, por preconceito ou desconhecimento, são resistentes quanto ao exame do toque.

Por isso, Ariana alerta que o diagnóstico tardio dificulta no tratamento da doença. 

“A resistência que o homem tem em procurar o médico para fazer exames periódicos é um perigo para a saúde. É errado buscar ajuda somente quando os sintomas aparecem, porque isso só vai dificultar o tratamento. Se for diagnosticado logo no início, o câncer de próstata tem mais de 90% de chances de cura”, enfatizou.

Fatores de Risco

– Idade: mais de 50% dos casos diagnosticados foram em homens acima dos 75 anos;

– Jato fraco de urina

– Presença de sangue na urina;

– Vontade de urinar várias vezes por dia e a noite;

– Dor pélvica, nas coxas, ossos e ombros;

– Fraqueza ou dormência nas pernas ou pés;

– Impotência sexual.

 Tratamento

O tratamento é desenvolvido individualmente para cada paciente e pode envolver cirurgia, radioterapia, quimioterapia e hormonioterapia. É o médico quem vai avaliar qual é o melhor caminho para derrotar a doença. 

Sobre o Autor

Ricardo Sottero administrator

Deixe uma resposta