Período de veraneio no sul do Maranhão demanda mais cuidados com a pele

Período de veraneio no sul do Maranhão demanda mais cuidados com a pele

O sol forte e as temporadas de praias requerem prevenção contra o câncer

Na região sul do Maranhão, o período de veraneio já começou e se estende até meados de setembro. Além do sol forte durante os dias de trabalho, há também as temporadas de praias, momento de maior exposição à radiação solar e, neste cenário, é preciso redobrar os cuidados com a pele.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pele não-melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Mas quando descoberta no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.

Em 2018, a estimativa de casos no Maranhão foi de 1680 entre homens e mulheres.

Na rua ou na praia

O cirurgião oncológico da Oncoradium Imperatriz, Gumercindo Leandro Filho, destaca que a prevenção é o único caminho para evitar o câncer, seja no dia a dia do trabalho ou durante a temporada de praias.

“O protetor solar é fundamental e indispensável, respeitando, também, o fator de acordo com cada pele e o tempo de exposição ao sol. No dia a dia, o fator 30 é suficiente. Nas praias, tem que ser acima disso. O uso das camisas com proteção UV, bonés e óculos também ajudam na prevenção”, diz o médico.

Para quem vai tomar banho na piscina ou nos rios, é necessário aplicar o produto com alguns minutos de antecedência e reaplicar após sair da água. E mesmo quem não se molha com frequência precisa renovar o protetor solar a cada duas horas.

“Ficar mais tempo embaixo de guarda-sóis e tendas também é bastante recomendado. Outro aspecto importante dos cuidados é a hidratação constante, porque a água protege nossa pele também”, reforça Dr. Gumercindo.

 Pessoas mais sensíveis

“É importante não esquecer de passar protetor solar nas orelhas e nos pés, principalmente para as pessoas de pele, cabelos e olhos claros, que têm maior risco de desenvolver o câncer de pele. Outro fator importante é que quem teve muita insolação na infância e adolescência têm maior risco desenvolver o câncer do tipo Melanoma”, pontua o oncologista.

Mais dicas

Evite o sol nos horários entre as 10 e 16 horas;

Use protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) no mínimo 30;

Reaplique o protetor a cada 2 horas, até mesmo aqueles que são “à prova d’água”;

Aplique o protetor solar cerca de 30 minutos antes de se expor ao sol;

Além do protetor solar, utilize bonés, chapéus, roupas compridas, óculos escuros e procure sempre lugares com sombra;

Reaplique o protetor solar após sair da água;

Beba muita água ou sucos naturais com o mínimo de açúcar possível;

Prefira alimentos mais leves, como saladas, frutas e peixes assados;

Evite frituras e comidas muito gordurosas de difícil digestão.

 

Imagem: https://www.imperlove.com.br

Sobre o Autor

Ricardo Sottero administrator

Deixe uma resposta