Arquivo de tag ACIARA

Mutirão de limpeza do “Praia Limpa, Praia Viva” em Araguanã registra redução 60% no lixo recolhido

Voluntários fizeram uma varredura nas praias de Araguanã, Escapole e demais áreas de acampamento e recolheram cerca de duas toneladas de lixo

Com a participação de cerca de 50 voluntários, mais um mutirão do projeto Praia Limpa, Praia Viva foi realizado, desta vez nas praias do município de Araguanã, no norte do Tocantins. A ação aconteceu no último sábado (28) e foi realizada pela Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA em parceria com a prefeitura local.

Apesar de recolher cerca de duas toneladas de resíduos, o mutirão registrou uma redução de cerca de 60% da quantidade de lixo recolhido em relação aos anos anteriores.

Os voluntários percorreram as praias da Ilha Grande e Escapole, além da beira rio no lado do Pará, na cidade de Piçarra, no lado de Araguanã, recolhendo os resíduos deixados por banhistas. Foram retirados da natureza plásticos, garrafas pet, mesas, divisória e muitas sacolas.

“Isso mostra que as pessoas estão mais conscientes. Encontramos as praias limpas, quase sem nenhuma sujeira. O nosso projeto tem mostrado resultado e destacado a importância da preservação ambiental”, ressalta o diretor de Meio Ambiente da ACIARA, William Rezende.

Resultado positivo

De acordo com Laís Amanda, secretária de Turismo de Araguanã, as atividades educativas ajudaram para esse resultado positivo.

“Esse ano melhorou bastante, foi menos lixo recolhido. A realização dos shows na orla também contribuiu para esta diminuição. Fizemos também um cadastro das pessoas que montaram acampamento e isso ajudou a prevenir o lixo despejado na areia”, frisa.

Os voluntários também desmontaram várias barracas de acampamentos deixadas pelos banhistas.

ACIARA e SEBRAE fazem o lançamento da primeira Feira Liquida Tudo Araguaína

A expectativa da Associação Comercial e Industrial de Araguaína é que sejam movimentados cerca de R$ 3 milhões de reais nos três dias de evento

A “Feira Liquida Tudo Araguaína” acontece pela primeira vez na capital econômica do Estado. Em parceria com a ACIARA – Associação Comercial e Industrial de Araguaína, a iniciativa do SEBRAE Tocantins tem como principal objetivo movimentar a economia local, fidelizar o cliente, além de aquecer o mercado com vistas para o fim do ano.

Liquida Tudo Araguaína

A feira acontece no dia 16 de outubro, das 18 às 21 horas, e  de 17 a 19, das 11 às 21 horas, no Atacadão Campelo, localizado na Avenida Filadélfia.

“Todos vão sair ganhando. O consumidor vai conseguir comprar boas mercadorias com preços bem mais acessíveis do que ele encontra na loja, no dia a dia. O comerciante poder fazer um giro de produtos no estoque, para investir em novidades e, sem sombra de dúvidas, a nossa economia vai ganhar uma injeção a mais. A nossa expectativa junto ao Sebrae é que a feira movimente cerca de R$ 3 milhões de reais”, enfatiza Dearley Kuhn, presidente da ACIARA.

Estandes

Serão 50 estandes à disposição do consumidor nos segmentos de calçados, vestuário, moda íntima, óticas, decoração e móveis, além de outros voltados para a alimentação.

Cerca de 60% deles já foram negociados antes mesmo do lançamento oficial da feira, realizado na noite do último dia 24, no auditório da ACIARA.     

Engajamento do comerciante

Durante o lançamento, o gerente regional do Sebrae de Araguaína, Joaquim Quinta, explicou todo o projeto do evento aos participantes e incentivou os lojistas a participarem.

“O comerciante de Araguaína tem buscado novas ferramentas de comercialização e essa feira é uma delas. Embora não tenha nada estipulado, nós esperamos que o empresário traga realmente um preço atraente para o consumidor”, destaca Joaquim Quinta.

Além das vendas, a programação contará com palestras, oficinas e consultorias para as empresas participantes sobre a estratégia para liquidar o estoque, organização e exposição dos produtos e consultoria de vitrinismo.

Percentual de desconto

A comerciante Sueli Santos fechou parceria com a feira e vai montar um estande no segmento de óticas. Ela diz que está ansiosa para as vendas.

“O nosso objetivo é divulgar a nossa marca para que o consumidor saiba que hoje temos um laboratório com o que tem de mais atual em tecnologia em Araguaína. Além de aproveitar a feira para divulgar nossos produtos com preços mais acessíveis e movimentar o nosso estoque, né? Para isso, vou colocar de 20% a 70% de desconto, para realmente chamar atenção do nosso consumidor”, destacou.

Como participar? 

O comerciante que estiver interessado em participar do “Liquida Tudo Araguaína” ou quiser tirar dúvidas, como forma de pagamento, tamanho do estande, entre outros pontos, pode procurar o Sebrae, localizado a Rua 25 de Dezembro, 152, no Centro, com os dados da empresa.

Curiosidades

Quem passar pela feira, além de aproveitar a comercialização dos produtos com preços imperdíveis, vai contar também com um Espaço Kids e a Vila Gastronômica. Durante os três dias, serão feitas apresentações de cantores regionais com música e som ambiente.  O “Liquida Tudo Araguaína” espera receber clientes dos municípios vizinhos e dos estados do Pará e Maranhão. 

Liberação do FGTS deve aquecer as vendas no comércio de Araguaína

A expectativa dos lojistas está também na quitação de débitos com o dinheiro extra

A partir do dia 13 de setembro, a Caixa Econômica Federal começa a liberar o saque imediato de R$ 500,00 de cada conta ativa e inativa do FGTS. A medida foi anunciada pelo Governo Federal com a finalidade de colocar mais dinheiro em circulação no mercado e retomar o crescimento econômico.

Os comerciantes de Araguaína estão com boas expectativas sobre o dinheiro extra na mão dos consumidores. José Alberto de Luna, diretor de SPC da Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA, acredita que a medida vai ajudar a melhorar o movimento no comércio.

“Naturalmente que, havendo mais dinheiro circulando, mais vendas acontecerão no comércio, o que é positivo. Apesar do valor ser modesto, ajudará bastante a nossa economia”, afirma.

Agosto positivo

Os números Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) de agosto de 2019 já dão uma boa prévia de como o consumidor do comércio de Araguaína deve se comportar com o recurso do FGTS. Na comparação com o julho, agosto registrou uma diminuição de 83,53% no número de novos devedores do SPC.

Já em relação a agosto de 2018, também houve queda, dessa vez na ordem de 75,59%.

“Isso significa que as pessoas estão consumindo com mais responsabilidade e consciência. Mesmo comprando a prazo, as parcelas estão sendo pagas em dia, o que evita a negativação do nome do cliente”, acrescenta Alberto.

Outro dado positivo do SPC para Araguaína é sobre a quantidade de pessoas que quitaram suas dívidas e saíram do SPC. Comparando agosto a julho deste ano, houve um aumento de 26,16% no número de pessoas que “limparam” seus nomes e retomaram o crédito na praça.

Oportunidade para quitar as dívidas

Além de fazer compras, tem consumidor que vai aproveitar o dinheiro extra para quitar as dívidas. Uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do SPC Brasil mostra que 53% dos inadimplentes brasileiros possui dívidas que somadas não ultrapassam R$ 1 mil.

“Muitos vivem com um orçamento muito apertado e qualquer imprevisto descontrola as suas contas. Este valor de R$ 500,00 ajuda a quitar uma dívida, ou também é suficiente para iniciar uma renegociação, no caso de uma conta com valor maior”, frisa o diretor da ACIARA.

Comércio confiante

Um dos setores que serão mais beneficiados com a liberação do FGTS é o de vestuário. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) prevê que, do total de R$ 30 bilhões que deverão ser sacados (R$ 28 bilhões do FGTS e R$ 2 bilhões do PIS/Pasep), pelo menos 11% dos recursos serão injetados neste mercado.

George Henrique, gerente da loja Super Moda, de Araguaína, revela que a empresa já prepara uma campanha para as vendas e negociação de dívidas.

“Estamos focados na liberação do FGTS e esperando o aumento nas vendas em torno de 30%. Esse dinheiro vai ter reflexo no comércio: ou as pessoas compram mais ou elas quitam dívidas. Já fizemos promoções para poder alavancar, acreditamos que terá um aumento significativo”, frisa George.

O empresário Rodrigo Mocó também está confiante para esse período. “Vamos fazer promoções. O aumento nas vendas e quitação de débitos será significativo”, destaca.

Imagem: https://www.jornalcontabil.com.br

“Praia Limpa, Praia Viva” mobiliza crianças para caminhada de conscientização ambiental

A ação foi realizada pelos alunos da rede pública municipal de ensino

Crianças do Centro de Educação Infantil Boanice Botelho Kalil de Araguaína, localizada no Setor Oeste, foram às ruas do bairro para levar um pouco de conscientização sobre a importância da destinação correta do lixo na cidade e nas praias. A ação faz parte da 8ª edição do projeto “Praia Limpa, Praia Viva”, da Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA.

Fantasiados de animais e plantas da fauna e flora do Cerrado, os alunos levaram cartazes com mensagens de responsabilidade ambiental e ainda distribuíram panfletos pela vizinhança.

A diretora executiva da ACIARA, Juliane Carneiro, destaca que uma das características do projeto é investir na educação infantil.

“As crianças têm mais facilidade de aprender e compartilhar essas informações de preservação. Estamos formando os adultos de amanhã. Se as nossas crianças aprenderem a cuidar do meio ambiente agora, não teremos problemas no futuro”.

Visita aos colegas mais velhos

Durante a caminhada, os alunos foram convidados a transmitir suas mensagens para os estudantes do ensino médio do Colégio Rui Barbosa. Algumas salas foram visitadas pelos pequenos e depois todos se reuniram na área comum da escola para receber os ensinamentos.

A diretora do CEI Boanice Botelho, Angelita Lopes da Silva, destacou que a caminhada foi a culminância das ações do projeto Praia Limpa, Praia Viva.

“A gente vem trabalhando várias atividades há alguns dias. As crianças pintaram cartazes, desenhos, fizeram dobraduras. E o mais importante é o que elas entenderam o recado e repassaram para a sociedade”, disse.

Praia Limpa, Praia Viva

O projeto chegou a sua 8° edição em 2019, com foco na promoção da educação ambiental e conscientização das comunidades sobre a importância de preservar os rios Araguaia e Tocantins, antes, durante e depois da temporada de praias. As ações acontecem em parceria com as cidades de Araguaína, Araguanã, Babaçulândia e Piçarra (PA).

Ao final das temporadas de praias, um mutirão de limpeza é feito nas praias participantes. Em 2018, os voluntários recolheram cerca de três toneladas de lixo. Entre os resíduos, foram encontrados vasos sanitários, barris de ferro usados como fossas, geladeiras e materiais que fazem parte das estruturas dos bangalôs.

O projeto ainda conta a parceria ativa do Corpo de Bombeiros, Naturatins, Polícia Militar, Ibama, Batalhão Ambiental da PM, Sebrae e empresários.

Caminhada dos alunos dentro do projeto Praia Limpa, Praia Viva (1) Caminhada dos alunos dentro do projeto Praia Limpa, Praia Viva (6) Caminhada dos alunos dentro do projeto Praia Limpa, Praia Viva (10) Caminhada dos alunos dentro do projeto Praia Limpa, Praia Viva (20)

Maio e junho: meses alavancam o comércio de Araguaína

Dia das Mães, dos Namorados, Expoara e praias contribuem para o otimismo de vários segmentos

Comerciantes de diversos segmentos de negócios em Araguaína estão bastante confiantes com as vendas para os meses de maio e junho. Este é um período que aquece a economia local por causa do Dia das Mães (segunda melhor data para o comércio no ano), Dia dos Namorados, Exposição Agropecuária de Araguaína (Expoara) e início da temporada de praias da região.

O Dia das Mães e dos Namorados neste ano estão sendo trabalhados de maneira inédita pela Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA, que criou a campanha “Meus 2 Amores” para destacar as duas datas no impulsionamento das vendas.

A entidade empresarial araguainense investiu em prêmios diversificados para os consumidores (oito no total) e também para os vendedores das lojas participantes (oito no total), além de inovar no formato dos sorteios: totalmente digital por meio do aplicativo Sorteio ACIARA, criado especificamente para as campanhas da associação.

“Outra novidade foi realizar os oito sorteios em cada uma das lojas patrocinadoras e com transmissão ao vivo por uma rádio parceira e pelas redes sociais. A ideia é gerar movimentação, expectativa e, claro, vendas”, ressalta o diretor da ACIARA, Beto Parente.

Natal fora de época

Um dos ramos que mais comemoram as vendas nesse período é o setor de calçados.

“Esse período de maio e junho só perde mesmo para o Natal. Nesses dois meses, nossas vendas aumentam 15%, na média, comparando com outros meses. As nossas grandes apostas são para o Dia dos Namorados e a Expoara. Essa campanha da ACIARA também está ajudando muito a trazer os clientes para a loja e comprarem, além disso estamos com outros promoções e descontos”, frisou a empresária Elza Ferreira de Rezende, da Simone Calçados.

 O presidente da ACIARA, Dearley Kuhn, reforça que o período é um dos mais esperados pelos comerciantes.

“É um Natal fora de época, porque são quatro datas e períodos fundamentais para nossa economia. Eles movimentam diversos setores, do comércio à prestação de serviço, além de incentivar o empreendedorismo em muitos trabalhadores”.

Expoara

Há 51 anos, a Expoara é considerada uma das maiores feiras agropecuárias do Tocantins. Centenas de expositores trazem o que há de mais moderno para o segmento durante a feira, além dos leilões, rodeios, shows, entre outras atrações.

O presidente do Sindicato Rural de Araguaína, Roberto Paulino, lembra que a Expoara movimenta toda a economia do Tocantins e até de estados vizinhos.

“As vendas no comércio por causa da Expoara representam um dos maiores ganhos, perdendo apenas para o Natal e Dia das Mães. A exposição agropecuária envolve todo o comércio, além de hotéis, bares e restaurantes, entre tantos outro segmentos”, pontua o diretor.

Um dos setores em que mais comemoram o aumento das vendas por causa da Expoara é o de malharias.

“É o verdadeiro Natal para esse setor. As confecções de camisas das comitivas para a cavalgada começam já no final de abril, são mais de 8 mil camisas produzidas em nossa cidade”, pontua Paulino.

Uma das grandes apostas da Expoara é o comércio de veículos e maquinários agrícolas que têm as vendas iniciadas na feira e efetivadas nas concessionárias. O público esperado para a edição de 2019 é de mais de 150 mil pessoas nos 10 dias de evento.

Praias

No Tocantins, a programação das praias em grande parte das cidades tem início na última semana de junho.

Araguaína tem uma localização geográfica privilegiada por estar próxima de dois importantes rios: o Araguaia e Tocantins. São dezenas de praias na região que atraem milhares de turistas de todas as partes do Brasil e tem têm na cidade um ponto de referência.

De acordo com a diretora da ACIARA, Juliana Carneiro, os empresários veem nessa época a oportunidade de impulsionar as vendas.

“O turismo hoje é o maior negócio do mundo e não tem crise. O comércio é muito fortalecido com o turismo. Vale a pena inovar em produtos diferentes. O turista de praia não compra apenas roupa de banho, mas também movimenta o mercado de academias e clínicas de estética, por exemplo”.

Supermercados, lojas de vestuário e calçados, cosméticos, academias, clínicas e outras prestações de serviços são alguns dos segmentos beneficiados com a temporada de praias.

3º Sorteio da Campanha Meus 2 Amores da ACIARA Av. Cônego João Lima, principal via comercial de Araguaína - Ascom Prefeitura de Araguaína Expoara Araguaína - G1 Tocantins

Feirão do Imposto de Araguaína expôs e comercializou produtos sem tributação

A terceira edição da  iniciativa da ACIARA Jovem e Centro Universitário UNITPAC atraiu estudantes do ensino médio, universitários e comunidade

 

Quem visitou o Feirão do Imposto em Araguaína, realizado no último dia 24, se surpreendeu com produtos sendo comercializados sem impostos. Esta foi uma das novidades da terceira edição do projeto, uma realização da ACIARA Jovem (Associação Comercial e Industrial de Araguaína) e Centro Universitário Unitpac, na sede da instituição de ensino.

Entre os produtos vendidos sem tributos estavam as lingeries femininas. Emerson Ferreira, expositor e proprietário da confecção, fez questão de lembrar que o preço da mercadoria oferecida ao consumidor não é criado apenas pelo empresário.

“O produto sem imposto seria a realização de um sonho, porque, no nosso ramo, mais da metade do preço é imposto. Aproveitamos essa oportunidade do Feirão para mostrar isso aos consumidores”.

Um conjunto de lingerie normalmente vendido por R$ 75,00 foi oferecido aos visitantes por R$ 25,00.

Preços inacreditáveis

Outra iniciativa inédita neste ano foi a exibição online do Impostômetro, que mostra, em tempo real, a média de arrecadação de impostos e tributos no Brasil.

No espaço de exposição dos produtos, os visitantes conferiram de perto que uma motocicleta de 160 cilindradas, à venda por R$ 11.380, na realidade custaria R$ 7.909,00 sem os 42,96% de imposto incidente.

Já o gás de cozinha, de R$ 85,00, possui 21,45% de imposto. O preço sem ele seria de R$ 64,68.

“Nosso objetivo foi justamente isso, gerar a reflexão, o questionamento, a relação custo-benefício entre pagar impostos e receber os retornos do poder público”, pontuou Etienne Acácio, diretora da ACIARA Jovem.

E a impressão da estudante do ensino médio, Isadora Silva, de 16 anos, sobre a incidência dos impostos nos produtos, resumiu o sentimento geral dos contribuintes brasileiros.

“Tenho a impressão que estamos sendo lesados. Pagamos muito e recebemos pouco”, frisou.

Paga-se muito, pouco é recebido

A empresária Mariana Barreto, do segmento de utilidades, afirmou que os poderes públicos não oferecem cenários favoráveis para as empresas.

“Pretendemos mostrar junto ao consumidor que nós, empresários, não temos muitos incentivos e acabamos sofrendo isso com o cliente. A falta desse incentivo acaba impossibilitando que possamos praticar um preço mais atrativo”, disse Mariana.

Juliana Piva, professora do curso de Ciências Contábeis e uma das organizadoras do Feirão, lembrou que a conscientização é a melhor forma de mudar esse panorama.

“Queremos fazer com que as pessoas entendam que o Brasil tem uma alta carga tributária e precisamos descobrir para onde esse dinheiro está indo. Só conhecendo o preço e o impacto da carga sobre o preço para podermos ter uma população que pode discutir isso”, disse.

 

Projeto Praia Limpa, Praia Viva terá foco na educação ambiental em 2019

O lançamento aconteceu na sede da ACIARA e contou com a participação de instituições parceiras

 

Na presença e parceria de entidades representativas, instituições fiscalizadoras, forças de segurança e prefeituras, a Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA lançou oficialmente o projeto Praia Limpa, Praia Viva 2019, em sua oitava edição.

Executado desde 2012, a iniciativa da entidade empresarial araguainense surgiu com uma abordagem educativa e de conscientização junto às populações ribeirinhas, turistas e banhistas que frequentam as praias dos rios Tocantins e Araguaia, na região norte do Tocantins.

 A diretora executiva da ACIARA, Juliane Carneiro, lembra que a educação é a principal ferramenta do projeto.

“O Praia Limpa vem crescendo ano após ano graças às parcerias e novas ações, a exemplo do ano passado, quando concentramos as ações de cuidados com o meio ambiente nas escolas. Para 2019, a proposta é que todos os municípios que participem do projeto realizem o Dia D junto aos alunos, com premiação para os melhores projetos”, disse.

As ações do Praia Limpa, Praia Viva acontecem em Araguaína (Praia do Garimpinho), Babaçulândia (Praia do Coco), Araguanã e Piçarra (PA) (Escapole).

O projeto conta a parceria ativa das prefeituras locais, Corpo de Bombeiros, Naturatins, Polícia Militar, Ibama, Batalhão Ambiental da PM, Sebrae e empresários.

 

Orientação e fiscalização

Uma das praias que mais se destaca no aspecto de educação ambiental é do Garimpinho.

“Todos os anos, Araguaína participa desse projeto, momento em que damos auxílio aos banhistas. Nossos técnicos visitam todos os acampamentos e orientam quanto à coleta e destinação dos resíduos, e vamos continuar com essas ações”, destaca Orialle Barbosa, superintendente de Meio Ambiente da Prefeitura de Araguaína.

O inspetor do Naturatins, Ivan Martins, pontuou que o órgão participa no projeto com ações preventivas e de fiscalização.

“O Naturatins é o órgão que executa a política ambiental no Estado e sempre participa dessa iniciativa, fiscalizando e licenciando as praias. Disponibilizamos uma cartilha para as prefeituras e acampados que desejam o licenciamento para esclarecer qualquer tipo de dúvida”, disse.

Gestão ambiental

O município de Araguanã também é um grande parceiro do Projeto Praia Limpa, Praia Viva desde o início.

“Estamos organizando ações de limpezas para a cidade e a praia. O projeto da ACIARA contribui muito com essa gestão ambiental desses locais”, pontuou Hernandes Brito, prefeito da cidade.

“O projeto é de educação ambiental para que as pessoas se tornem responsáveis por esses resíduos deixados na praia. É educar a população local e também os turistas, tudo para preservar o meio ambiente”, afirma Juliane.

Conforme a programação, ao final das temporadas de praias, um mutirão de limpeza é feito nas praias participantes. Em 2018, os voluntários recolheram cerca de três toneladas de lixo. Entre os resíduos, foram encontrados vasos sanitários, barris de ferro usados como fossas, geladeiras e materiais que fazem parte da estruturas dos bangalôs.

 

Campanha ‘Meus 2 Amores’ já tem mais de 50 mil cupons cadastrados

A iniciativa inédita da ACIARA conta com 8 sorteios digitais e prêmios para clientes e vendedores para fortalecer as vendas no Dia das Mães e dos Namorados

Faltando pouco menos de 30 dias para o fim, a campanha “Meus 2 Amores”, iniciativa inédita da Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA para fortalecer as vendas do Dia das Mães e Dia dos Namorados no comércio local, já conta com mais de 50 mil cupons cadastrados no aplicativo Sorteio ACIARA.

Esta também é outra novidade da campanha: sorteios 100% digitais por meio de um app próprio da associação, desenvolvido exclusivamente para as ações da ACIARA junto ao comércio.

“Estamos aos poucos criando uma nova cultura nas campanhas, aderindo aos recursos digitais, atendendo os anseios dos consumidores e criando as melhores condições possíveis de venda para as empresas”, conta o presidente da ACIARA, Dearley Kuhn.

Sorteios

A campanha começou em meados de abril e segue até 14 de junho. O formato dos sorteios também estimulou comerciantes e clientes: 8 no total, um a cada sexta-feira (com exceção do sorteio do dia 12 de junho), desde o dia 3 de maio e realizados nas lojas patrocinadoras, com transmissão ao vivo pelas redes sociais.

O empresário Denilson Silva, da Decori Rústicos, recebeu o terceiro sorteio da campanha na loja e vê de forma bastante positiva o novo formato.

“Participar das campanhas da ACIARA é muito importante. Quero parabenizar a associação pela iniciativa, que está dando muita visibilidade para nossa empresa. Eu gostei demais”.

Até o momento, a campanha “Meus 2 Amores” já realizou três sorteios, que premiaram clientes e vendedores do comércio de Araguaína.

Os cinco sorteios restantes acontecem nos dias 24 e 31 de maio, 7, 12 e 14 de junho.

Primeira sorteada

A manicure Eliene Raimunda de Sousa foi a primeira sorteada da campanha e ganhou uma lavadora de alta pressão.

“Achei a campanha ótima. É uma iniciativa muito boa da parte da ACIARA e das empresas participantes. Eu só tenho a agradecer a todos pelo prêmio que eu ganhei”.

 

Prêmios

No total, a campanha entregará 16 prêmios: 8 para consumidores e 8 para os vendedores dos cupons sorteados.

Clientes: uma lavadora de alta pressão (03/05); um gerador de energia (10/05); uma mesa de jantar de madeira com 2 bancos (17/05); uma TV de Led 55” e um ano de internet gratuita (24/05); um barco de alumínio (31/05); um smartphone Iphone XR (07/06); um violão autografado pela dupla Chitãozinho e Xororó e um jantar no Via Filadélfia (12/06); e um Renault Kwid 0 km (14/06).

Vendedores: uma saída de praia com biquíni e um kit de protetor solar (03/05); uma barraca de camping para 3 pessoas (10/05); um kit de bolsa e sandália e duas toalhas de banho (17/05); quatro vale-compras no valor de R$ 500,00 (24 e 31/05 e 07 e 14/06) um óculos Ray Ban (12/06).

O diretor da ACIARA e empresário participante, Estevão Santos, destacou as inovações dessa campanha.

“O empenho da ACIARA é muito grande. Ela foi bem planejada e organizada. O comércio de Araguaína merece isso. Esse modelo de levar os sorteios nas lojas valoriza o empresário e a marca. É um modelo que deve ser copiado para todas as campanhas”, disse.

 

 

ACIARA pede apoio à senadora Kátia Abreu para agilizar novas operações no aeroporto de Araguaína

A entidade está em busca de um equipamento disponível no aeroporto de Brasília que possibilita o pouso e decolagem de aeronaves maiores na cidade

Uma comitiva formada por empresários e diretores da ACIARA – Associação Comercial e Industrial de Araguaína foi até a capital Palmas, durante a Agrotins, para se reunir a senadora Kátia Abreu e o deputado federal Thiago Dimas.

Na pauta estavam as melhorias operacionais para o aeroporto de Araguaína. Os diretores da ACIARA entregaram à senadora Kátia Abreu um ofício para que a parlamentar interceda junto à administração do aeroporto de Brasília para disponibilizar temporariamente o equipamento ILS (Sistema de Aterrissagem por Instrumentos) até que um novo seja adquirido pelo poder público municipal.

“A luta da ACIARA para a reforma do aeroporto de Araguaína é antiga. Já promovemos várias reuniões com empresários e autoridades políticas para viabilizarmos uma solução. A cidade sofre por causa da falta de opções de voos para grandes centros do Brasil”, explica o presidente da ACIARA, Dearley Kuhn.

Atualmente, apenas a Passaredo opera regularmente no aeroporto com dois voos diários na rota Araguaína – Palmas – Goiânia – Ribeirão Preto – Guarulhos.

A senadora Kátia Abreu destacou que um aeroporto estruturado é fundamental para otimizar a logística da cidade.

“Uma grande cidade como Araguaína sem o aeroporto aquecido pode travar a economia. Uma cidade empreendedora precisa ter um bom aeroporto. Vou checar junto à Infraero e as companhias aéreas para verificar os problemas do aeroporto. A bancada tocantinense está pronta para ajudar. Eu estarei imbuída para fazer com que o aeroporto seja de intensa movimentação”, disse a senadora.

ILS

O equipamento vai permitir a operação de voos em condições climáticas adversas, como em chuvas e temporais, e o pouso de aeronaves maiores. Atualmente, o aeroporto de Araguaína opera apenas visualmente. O aeroporto de Carolina (MA), cidade com cerca de 24 mil habitantes, já conta com esse equipamento.

O ILS custa cerca de R$ 2 milhões, mas até o momento não foi comprado, apesar do recurso ter sido autorizado pelo Ministério dos Transportes em dezembro de 2017. Além da implantação do equipamento ILS, a reforma do aeroporto prevê melhorias na pista, pátio de aeronaves, ampliação do terminal de passageiros, estacionamento para veículos, entre outros benefícios.

Movimento

Em 2015, três companhias aéreas chegaram a operar no aeroporto da cidade. A falta desse equipamento que auxilia os pousos é o principal motivo que atrapalha a vinda de novas companhias. A Azul Linhas Aéreas já anunciou que tem interesse em retornar a Araguaína, mas somente após a implantação do ILS.

O aeroporto de Araguaína vem registrando queda no número de passageiros ao longo dos anos. De acordo com dados da Secretaria Nacional de Aviação Civil, em 2015, o aeroporto registrou o movimento de 88.225 passageiros, já em 2016 foram 47.468 passageiros; em 2017 foram 33.265 e em 2018 foram 33.259.

EPOCA Fórum

 Outra solicitação da ACIARA à senadora foi apoio para a realização de mais uma edição da EPOCA Fórum, evento que promove um ciclo de palestras com profissionais de referência nacional para compartilhar novos conhecimentos de economia e mercado com os empresários da cidade.

“A senadora também sinalizou positivamente para este apoio e já estamos em conversa com o Sebrae para iniciar o planejamento”, pontua a diretora executiva da ACIARA, Antônia Lopes Gonçalves.

Feirão do Imposto em Araguaína terá venda de produtos sem tributos e muita conscientização

O tradicional evento faz parte de uma mobilização nacional e acontece dia 24 de maio, no UNITPAC

As rotinas do dia a dia muitas vezes impedem que a maioria dos brasileiros percebam a quantidade impostos que incidem em produtos e serviços que são consumidos diariamente.

E é justamente por isso que entidades e organização nacionais e regionais pretendem mostrar aos “contribuintes” brasileiros os exageros dos poderes públicos quando o assunto são tributos e impostos.

No próximo dia 24 de maio (sexta-feira), das 19 às 22 horas, no Centro Universitário UNITPAC, Araguaína receberá mais uma edição do Feirão do Imposto, uma iniciativa da ACIARA Jovem (Associação Comercial e Industrial de Araguaína) e o curso de Ciências Contábeis do UNITPAC, com apoio da Confederação Nacional de Jovens Empresários – Conaje

A diretora da ACIARA Jovem, Etienne Acácio, lembra que o cidadão precisa aprender a estabelecer a relação entre imposto pago e retorno dos serviços públicos.

“Em todos os produtos têm o imposto embutido no preço. A população paga imposto, mas nem sempre vê esse valor aplicado em serviços públicos. O Feirão pretende mostrar que o nosso país é um dos que mais cobram impostos no mundo e uns do que menos devolvem em investimentos”, pontua.

Novidade

Na edição deste ano, o Feirão de Araguaína vai reunir lojas dispostas a vender produtos sem impostos, como forma de demonstrar o custo de vida do brasileiro. O evento também promoverá palestras e irá expor um impostômetro mostrando a arrecadação de impostos local.

“A proposta é mostrar para os contribuintes a real porcentagem de tributos aplicada em cada produto e abrir espaço para debater a eficiência na gestão dos recursos públicos. O foco do Feirão do Imposto não é lutar para o fim dos tributos, mas lutar por uma carga justa e exigir o retorno”, afirma Juliana Piva, coordenadora do Núcleo de Prática Contábil do UNITPAC e professora do curso.

 

Mobilização nacional

O Feirão do Imposto acontece em várias cidades do Brasil, realizando ações que promovem conhecimento por parte da população sobre impostos, além de incentivar a luta pelo retorno e emprego do dinheiro público.

De acordo com o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo, a população de Araguaína já pagou quase R$ 31 milhões em impostos só de janeiro a abril deste ano. Durante todo o ano de 2018, foram cerca de R$ 82 milhões. A previsão é que os araguainenses paguem, até o fim de 2019, cerca de R$ 89 milhões em tributos.

Produtos campeões

Segundo um levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), os impostos podem representar até mais de 80% do preço de um produto. Alguns produtos são os campeões de impostos, como a gasolina (56,09%), carne bovina (23,99%), conta de luz (48,28%), diesel (42,23%), gás de cozinha (34,04%), entre outros.