Arquivo de tag Araguaína

Projeto Cãoterapia promove alegria e interação para as crianças internadas no HMA

Os pacientes e acompanhantes interagiram com os pets e assistiram um teatro de fantoches sobre a importância de cuidar dos animais

“Nós já ficamos aqui no hospital em uma situação de fragilidade com os nossos filhos e esse projeto com os cãezinhos ajudou não só as crianças, mas a nós também. Eu fiquei bem feliz com essa tarde de hoje”, disse Michelly Soares, mãe da Maria Vallentina, que está internada no Hospital Municipal de Araguaína (HMA).

A tarde do último dia 26 de setembro foi marcada por sorrisos e emoção. Isso porque foi realizada mais uma edição do projeto Cãoterapia, que tem como objetivo encorajar as relações interpessoais, despertando a atenção, concentração e raciocínio dos participantes.

O projeto é uma parceria do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Tocantins, campus de Araguaína, com o Instituto Saúde e Cidadania – ISAC, que faz a gestão do hospital.

“O resultado é imediato, é impressionante! Após o contato com os animaizinhos e com as outras crianças, alguns pacientes que antes não queriam comer, ou ajudar no tratamento, passaram a se alimentar melhor, sorrir e até colaboram com o atendimento das nossas enfermeiras. E isso para nós é muito gratificante!”, destacou a terapeuta ocupacional do HMA, Evellyne Andrade.

A tarde de interação ainda teve apresentação de teatro com fantoches, que chamou a atenção da criançada e dos acompanhantes.

 “O nosso objetivo é ver esses sorrisos e reações diversas que vimos aqui hoje. Na apresentação, trouxemos uma mensagem de um gatinho, que é espancado por estar fazendo barulho no telhado de uma casa e que vai pra rua logo depois. Em outra situação, ele recebe um lar e é muito amado pelo seu novo dono. E falar sobre a importância de dar amor e cuidado para os animais foi a nossa intenção, acho que conseguimos”, agradeceu a professora da UFT, Ana Paula Coelho.

ACIARA e SEBRAE fazem o lançamento da primeira Feira Liquida Tudo Araguaína

A expectativa da Associação Comercial e Industrial de Araguaína é que sejam movimentados cerca de R$ 3 milhões de reais nos três dias de evento

A “Feira Liquida Tudo Araguaína” acontece pela primeira vez na capital econômica do Estado. Em parceria com a ACIARA – Associação Comercial e Industrial de Araguaína, a iniciativa do SEBRAE Tocantins tem como principal objetivo movimentar a economia local, fidelizar o cliente, além de aquecer o mercado com vistas para o fim do ano.

Liquida Tudo Araguaína

A feira acontece no dia 16 de outubro, das 18 às 21 horas, e  de 17 a 19, das 11 às 21 horas, no Atacadão Campelo, localizado na Avenida Filadélfia.

“Todos vão sair ganhando. O consumidor vai conseguir comprar boas mercadorias com preços bem mais acessíveis do que ele encontra na loja, no dia a dia. O comerciante poder fazer um giro de produtos no estoque, para investir em novidades e, sem sombra de dúvidas, a nossa economia vai ganhar uma injeção a mais. A nossa expectativa junto ao Sebrae é que a feira movimente cerca de R$ 3 milhões de reais”, enfatiza Dearley Kuhn, presidente da ACIARA.

Estandes

Serão 50 estandes à disposição do consumidor nos segmentos de calçados, vestuário, moda íntima, óticas, decoração e móveis, além de outros voltados para a alimentação.

Cerca de 60% deles já foram negociados antes mesmo do lançamento oficial da feira, realizado na noite do último dia 24, no auditório da ACIARA.     

Engajamento do comerciante

Durante o lançamento, o gerente regional do Sebrae de Araguaína, Joaquim Quinta, explicou todo o projeto do evento aos participantes e incentivou os lojistas a participarem.

“O comerciante de Araguaína tem buscado novas ferramentas de comercialização e essa feira é uma delas. Embora não tenha nada estipulado, nós esperamos que o empresário traga realmente um preço atraente para o consumidor”, destaca Joaquim Quinta.

Além das vendas, a programação contará com palestras, oficinas e consultorias para as empresas participantes sobre a estratégia para liquidar o estoque, organização e exposição dos produtos e consultoria de vitrinismo.

Percentual de desconto

A comerciante Sueli Santos fechou parceria com a feira e vai montar um estande no segmento de óticas. Ela diz que está ansiosa para as vendas.

“O nosso objetivo é divulgar a nossa marca para que o consumidor saiba que hoje temos um laboratório com o que tem de mais atual em tecnologia em Araguaína. Além de aproveitar a feira para divulgar nossos produtos com preços mais acessíveis e movimentar o nosso estoque, né? Para isso, vou colocar de 20% a 70% de desconto, para realmente chamar atenção do nosso consumidor”, destacou.

Como participar? 

O comerciante que estiver interessado em participar do “Liquida Tudo Araguaína” ou quiser tirar dúvidas, como forma de pagamento, tamanho do estande, entre outros pontos, pode procurar o Sebrae, localizado a Rua 25 de Dezembro, 152, no Centro, com os dados da empresa.

Curiosidades

Quem passar pela feira, além de aproveitar a comercialização dos produtos com preços imperdíveis, vai contar também com um Espaço Kids e a Vila Gastronômica. Durante os três dias, serão feitas apresentações de cantores regionais com música e som ambiente.  O “Liquida Tudo Araguaína” espera receber clientes dos municípios vizinhos e dos estados do Pará e Maranhão. 

Super Heróis visitaram pacientes internados no Hospital Municipal de Araguaína

O encontro levou magia e alegria para crianças, acompanhantes e profissionais da unidade

Heróis e personagens dos filmes e quadrinhos fizeram uma visita bastante especial ao Hospital Municipal de Araguaína (HMA) e animaram o dia dos pacientes infantis, acompanhantes e colaboradores. A ação aconteceu na manhã da última quarta-feira, 17.

A surpresa e os sorrisos dos profissionais foram vistos logo que os personagens chegaram à unidade. A cada dois passos, os voluntários ouviam um “eu posso tirar uma foto com vocês?”.

Mas a alegria de verdade foi sentida assim que os cosplayers (nome dado às pessoas que se caracterizam de personagens da ficção, seja de filmes, quadrinhos, desenhos, games, entre outros) entraram na brinquedoteca. O brilho no olhar das crianças já mostrava que aquele dia seria pra lá de especial.

Magia e heroísmo

Homem Aranha, Supergirl, Aladdin e a Princesa Jasmine estavam cheios de histórias para contar, todas repletas de magia e atos de heroísmo. Eles foram interpretados por jovens voluntários que têm como hobbie o cosplay para ações solidárias e eventos do segmento.

E a magia também partiu da brinquedoteca do hospital direto para a UTI Pediátrica. Os pequenos logo se animaram e quiseram bater papo com os heróis.

“Eu conheci a Super Girl, fiquei muito feliz, gostei muito mesmo”, disse a pequena Heloisa Santos, paciente na UTI.

A mãe, Alvina dos Santos, destacou a importância da ação.

“O hospital é um local onde as crianças não estão bem, então é uma diversão que os alegra. Ver esse pessoal praticando essa boa ação é uma terapia que com certeza ajuda no tratamento”, finalizou.

A médica pediátrica, Aliandra Orlandino, reforçou que esse tipo de iniciativa é, de fato, bastante benéfico para os pacientes.

“Nós precisamos fazer isso mais vezes, porque as crianças ficam muito felizes. Isso reflete no tratamento delas e facilita o nosso trabalho. Vamos sempre priorizar esse tipo de atendimento as nossas crianças”, destacou Aliandra.

O maior herói de todos

Questionado se tinha gostado da visita, o pequeno Carlos Henrique deu uma resposta para lá de especial.

“Gostei muito da visita de todos eles, mas o que eu mais gosto é o meu pai, porque ele também é um super-herói”, disse.

O Marcelo Lima, pai do Carlos Henrique, se emocionou com a resposta do filho. Ele também adorou a presença dos visitantes.

“Foi muito legal e serve para animar as crianças em tratamento, dá uma energia positiva”, destacou.

Maísa Alves, Professora de inglês, é a Princesa Jasmine nas horas vagas. Para ela, levar alegria para os pacientes é o maior presente.

“As crianças são responsabilidade da sociedade, ou seja, de todos nós, então sempre que possível é bom tentarmos levar um pouquinho de luz para elas”, finalizou.

Período de veraneio no sul do Maranhão demanda mais cuidados com a pele

O sol forte e as temporadas de praias requerem prevenção contra o câncer

Na região sul do Maranhão, o período de veraneio já começou e se estende até meados de setembro. Além do sol forte durante os dias de trabalho, há também as temporadas de praias, momento de maior exposição à radiação solar e, neste cenário, é preciso redobrar os cuidados com a pele.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pele não-melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Mas quando descoberta no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.

Em 2018, a estimativa de casos no Maranhão foi de 1680 entre homens e mulheres.

Na rua ou na praia

O cirurgião oncológico da Oncoradium Imperatriz, Gumercindo Leandro Filho, destaca que a prevenção é o único caminho para evitar o câncer, seja no dia a dia do trabalho ou durante a temporada de praias.

“O protetor solar é fundamental e indispensável, respeitando, também, o fator de acordo com cada pele e o tempo de exposição ao sol. No dia a dia, o fator 30 é suficiente. Nas praias, tem que ser acima disso. O uso das camisas com proteção UV, bonés e óculos também ajudam na prevenção”, diz o médico.

Para quem vai tomar banho na piscina ou nos rios, é necessário aplicar o produto com alguns minutos de antecedência e reaplicar após sair da água. E mesmo quem não se molha com frequência precisa renovar o protetor solar a cada duas horas.

“Ficar mais tempo embaixo de guarda-sóis e tendas também é bastante recomendado. Outro aspecto importante dos cuidados é a hidratação constante, porque a água protege nossa pele também”, reforça Dr. Gumercindo.

 Pessoas mais sensíveis

“É importante não esquecer de passar protetor solar nas orelhas e nos pés, principalmente para as pessoas de pele, cabelos e olhos claros, que têm maior risco de desenvolver o câncer de pele. Outro fator importante é que quem teve muita insolação na infância e adolescência têm maior risco desenvolver o câncer do tipo Melanoma”, pontua o oncologista.

Mais dicas

Evite o sol nos horários entre as 10 e 16 horas;

Use protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) no mínimo 30;

Reaplique o protetor a cada 2 horas, até mesmo aqueles que são “à prova d’água”;

Aplique o protetor solar cerca de 30 minutos antes de se expor ao sol;

Além do protetor solar, utilize bonés, chapéus, roupas compridas, óculos escuros e procure sempre lugares com sombra;

Reaplique o protetor solar após sair da água;

Beba muita água ou sucos naturais com o mínimo de açúcar possível;

Prefira alimentos mais leves, como saladas, frutas e peixes assados;

Evite frituras e comidas muito gordurosas de difícil digestão.

 

Imagem: https://www.imperlove.com.br

Cuidados com a pele devem aumentar no período de estiagem no sul do Pará

As temporadas de praias também pedem cautela para evitar o câncer de pele

 

De julho até setembro, a região sul do Pará vivencia um período de estiagem em que a incidência de radiação solar aumenta, por isso os cuidados com a pele devem ser redobrados, principalmente por causa das temporadas de praias em Marabá e outras cidades da região.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pele não-melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Mas quando descoberta no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.

Em 2018, a estimativa de casos no Pará foi de 1.820 entre homens e mulheres.

Na rua ou na praia

O cirurgião oncológico da Oncoradium, Dr. Rodolfo Amoury Júnior, destaca que a prevenção é o único caminho para evitar o câncer, seja no dia a dia do trabalho ou durante a temporada de praias.

“O protetor solar é fundamental e indispensável, respeitando, também, o fator de acordo com cada pele e o tempo de exposição ao sol. No dia a dia, o fator 30 é suficiente. Nas praias, tem que ser acima disso. O uso das camisas com proteção UV, bonés e óculos também ajudam na prevenção”, disse.

Para quem vai tomar banho na piscina ou nos rios, é necessário aplicar o produto com alguns minutos de antecedência e reaplicar após sair da água, mas com a pele seca. E mesmo quem não se molha com frequência precisa renovar o protetor solar a cada duas horas.

“Ficar mais tempo embaixo de guarda-sóis e tendas também é bastante recomendado, mas mesmo assim o filtro solar é indispensável. Outro aspecto importante dos cuidados é a hidratação constante, porque a água protege nossa pele também”, reforça.

Pessoas mais sensíveis

“É importante não esquecer de passar protetor solar nas orelhas e nos pés, principalmente para as pessoas de pele, cabelos e olhos claros, que têm maior risco de desenvolver o câncer de pele. Outro fator importante é que quem teve muita insolação na infância e adolescência têm maior risco desenvolver o câncer do tipo Melanoma”, pontua Dr. Rodolfo.

Mais dicas

– Evite o sol nos horários entre as 10 e 16 horas;

– Use protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) no mínimo 30;

– Reaplique o protetor a cada 2 horas, até mesmo aqueles que são “à prova d’água”;

– Aplique o protetor solar cerca de 30 minutos antes de se expor ao sol;

– Além do protetor solar, utilize bonés, chapéus, roupas compridas, óculos escuros e procure sempre lugares com sombra;

– Reaplique o protetor solar após sair da água;

– Beba muita água ou sucos naturais com o mínimo de açúcar possível;

– Prefira alimentos mais leves, como saladas, frutas e peixes assados;

– Evite frituras e comidas muito gordurosas de difícil digestão.

 

Imagem: https://www.cidadesdomeubrasil.com.br

Recepção da UPA de Araguaína é ampliada para dar agilidade ao fluxo de atendimento

Foram criadas duas novas salas de triagem para garantir mais organização e humanização aos usuários

O Instituto Saúde e Cidadania – ISAC, responsável pela gestão da Unidade de Pronto Atendimento – UPA do Araguaína Sul,  entregou, no último dia 28 de junho, a obra de reforma e ampliação da recepção do prédio. Os novos espaços foram construído durante 60 dias efetivos de serviço com a meta de otimizar o fluxo de atendimento.

Foram criadas duas novas salas de triagem e a sala de espera dos pacientes foi ampliada, mantendo o sistema de controle eletrônico dos usuários, de acordo com a classificação de risco.

Alberto Aguiar, superintendente de projetos do ISAC, destacou que a obra vai garantir um tratamento mais humanizado para os usuários da UPA.

“Vamos prezar pela organização dos processos de fluxo. Desta forma, pretendemos oferecer um atendimento mais ágil e eficiente”, frisou.

Novo fluxo

A revitalização na UPA e a implantação do novo fluxo visam assegurar que o paciente seja avaliado na triagem em até três minutos.

“Essa reforma de ampliação dará a possibilidade da gente trabalhar o fluxo de acordo com a classificação. O paciente entra na unidade e já percebe como funciona esse fluxo. Primeiro é a triagem e depois o aguardo ao atendimento médico. Hoje já é possível fazer essa divisão e novos fluxos”, destacou Maria Dulcimary Fonseca, diretora geral das unidades do ISAC em Araguaína.

Pacientes aprovam

Quem foi atendido logo no primeiro dia da recepção ampliada e aprovou o novo fluxo foi o auxiliar de produção, Wilber da Silva Castro.

“Gostei muito, demorei só uns dois minutos na triagem, foi super-rápido. O ambiente ficou ótimo”, disse.

“Essa ampliação dividiu os ambientes para os pacientes, acompanhantes e para as pessoas que não precisam entrar. O tempo com certeza diminui. Temos visto, nessas três últimas semanas que, aos poucos, o fluxo de paciente está sendo melhor absorvido”, completou a coordenadora administrativa da UPA, Silvanilda Mariano de Sousa.

Espaço kids

O ISAC montou também um espaço kids, especialmente para as crianças que são atendidas na UPA. A ideia é garantir um conforto maior e mais tranquilidade.

“Pensamos em cada detalhe, tudo para garantir mais comodidade aos pacientes, acompanhantes e colaboradores”, finalizou Alberto.

Espaço Kids (1) Nova recepção O espaço ganhou mais cadeiras Quadro de informações para os pacientes UPA de Araguaína (2)

Tempo seco chegando e uma certeza: problemas respiratórios

Sangramento no nariz e infecções nas vias aéreas são alguns dos problemas causados pela baixa umidade do ar

 

Abaixo de 30%, a umidade relativa do ar já é considerada uma situação de alerta, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Esse cenário pode provocar uma série de problemas, como infecções respiratórias e sangramentos no nariz, principalmente em crianças e idosos.

O médico otorrinolaringologista Daniel Nunes alerta que o famoso hábito de usar baldes ou bacias com água dentro da casa não umidifica o ambiente.

“A evaporação da água é bem pouca e lenta, e não é suficiente para deixar o ar mais úmido”.

O ideal é utilizar um umidificador ou, se não for possível, colocar toalhas molhadas pelo chão ou nas cabeceiras das camas ao dormir.

“Lavar o nariz com soro fisiológico várias vezes ao dia e beber muita água são outras medidas importantes”, destaca Dr. Daniel.

Outras doenças

A baixa umidade aumenta a incidência de doenças respiratórias, como a rinite alérgica e a asma, além de problemas na pele, nos olhos e sangramento nasal. As doenças respiratórias são as mais preocupantes, principalmente entre crianças e idosos, pela fragilidade do organismo.

A cantora Fernanda Rezende, de Araguaína, toma medidas preventivas todos os anos para passar pelo período de seca com mais tranquilidade.

“Muita água, exercícios antes de qualquer atividade vocal, não gritar, não falar muito alto e comer frutas ricas em água são hábitos que já tenho. Mas o principal mesmo é a hidratação”, disse.

 

Imagem: http://www.iobbauru.com.br

“Praia Limpa, Praia Viva” mobiliza crianças para caminhada de conscientização ambiental

A ação foi realizada pelos alunos da rede pública municipal de ensino

Crianças do Centro de Educação Infantil Boanice Botelho Kalil de Araguaína, localizada no Setor Oeste, foram às ruas do bairro para levar um pouco de conscientização sobre a importância da destinação correta do lixo na cidade e nas praias. A ação faz parte da 8ª edição do projeto “Praia Limpa, Praia Viva”, da Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA.

Fantasiados de animais e plantas da fauna e flora do Cerrado, os alunos levaram cartazes com mensagens de responsabilidade ambiental e ainda distribuíram panfletos pela vizinhança.

A diretora executiva da ACIARA, Juliane Carneiro, destaca que uma das características do projeto é investir na educação infantil.

“As crianças têm mais facilidade de aprender e compartilhar essas informações de preservação. Estamos formando os adultos de amanhã. Se as nossas crianças aprenderem a cuidar do meio ambiente agora, não teremos problemas no futuro”.

Visita aos colegas mais velhos

Durante a caminhada, os alunos foram convidados a transmitir suas mensagens para os estudantes do ensino médio do Colégio Rui Barbosa. Algumas salas foram visitadas pelos pequenos e depois todos se reuniram na área comum da escola para receber os ensinamentos.

A diretora do CEI Boanice Botelho, Angelita Lopes da Silva, destacou que a caminhada foi a culminância das ações do projeto Praia Limpa, Praia Viva.

“A gente vem trabalhando várias atividades há alguns dias. As crianças pintaram cartazes, desenhos, fizeram dobraduras. E o mais importante é o que elas entenderam o recado e repassaram para a sociedade”, disse.

Praia Limpa, Praia Viva

O projeto chegou a sua 8° edição em 2019, com foco na promoção da educação ambiental e conscientização das comunidades sobre a importância de preservar os rios Araguaia e Tocantins, antes, durante e depois da temporada de praias. As ações acontecem em parceria com as cidades de Araguaína, Araguanã, Babaçulândia e Piçarra (PA).

Ao final das temporadas de praias, um mutirão de limpeza é feito nas praias participantes. Em 2018, os voluntários recolheram cerca de três toneladas de lixo. Entre os resíduos, foram encontrados vasos sanitários, barris de ferro usados como fossas, geladeiras e materiais que fazem parte das estruturas dos bangalôs.

O projeto ainda conta a parceria ativa do Corpo de Bombeiros, Naturatins, Polícia Militar, Ibama, Batalhão Ambiental da PM, Sebrae e empresários.

Caminhada dos alunos dentro do projeto Praia Limpa, Praia Viva (1) Caminhada dos alunos dentro do projeto Praia Limpa, Praia Viva (6) Caminhada dos alunos dentro do projeto Praia Limpa, Praia Viva (10) Caminhada dos alunos dentro do projeto Praia Limpa, Praia Viva (20)

Julho Laranja é o mês de conscientização do câncer de pele no Tocantins

Em 2018, a estimativa de casos da doença no Estado foi de 580 entre homens e mulheres

Diferente do calendário proposto pelo Ministério da Saúde, quando as ações de prevenção e cuidados com câncer de pele acontecem no mês de dezembro, período de verão nas regiões sul e sudeste do país, a Acreditar Tocantins, clínica especializada no tratamento oncológico em Araguaína e região, criou a campanha Julho Laranja, em referência ao verão tocantinense e às temporadas de praias que se estendem de julho a setembro.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pele não melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Mas quando descoberta no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.

Em 2018, a estimativa de casos no Tocantins foi de 580 entre homens e mulheres. Já em Araguaína, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Saúde, os casos de cânceres de pele tratados no Hospital Regional de Araguaína, em 2018 e início 2019, foram 120 (5 do tipo melanoma).

Na rua ou na praia

A médica oncologista clínica da Acreditar Tocantins, Ariana Luz, destaca que a prevenção é o único caminho para evitar o câncer, seja no dia a dia do trabalho ou durante a temporada de praias.

“O protetor solar é fundamental e indispensável, respeitando, também, o fator de acordo com cada pele e o tempo de exposição ao sol. No dia a dia, o fator 30 é suficiente. Nas praias, tem que ser acima disso. O uso das camisas com proteção UV, bonés e óculos também ajudam na prevenção”, disse.

Para quem vai se banhar na piscina ou nos rios, é necessário aplicar o produto com alguns minutos de antecedência e reaplicar após sair da água. E mesmo quem não se molha com frequência precisa renovar o protetor solar a cada duas horas.

“Ficar mais tempo embaixo de guarda-sóis e tendas também é bastante recomendado. Outro aspecto importante dos cuidados é a hidratação constante, porque a água protege nossa pele também”, reforça Dra. Ariana.

Mais tempo exposto

É justamente nas praias que o perigo de danificar a pele com o sol aumenta, por causa do tempo maior de exposição. A digital influencer Yasmine Moreira afirma que redobra os cuidados.

“Eu uso dois protetores: um para o rosto e outro para o corpo. Sempre que vou me expor ao sol eu uso os dois, principalmente quando vou à praia, porque o sol é bem forte e o cuidado com a pele tem que ser maior. Mas durante o meu dia a dia, sempre uso o protetor facial mesmo, porque gosto de cuidar da minha pele e é bom lembrar que usar protetor diariamente combate ao envelhecimento precoce”, disse.

 Pessoas mais sensíveis

“É importante não esquecer de passar protetor solar nas orelhas e nos pés, principalmente para as pessoas de pele, cabelos e olhos claros, que têm maior risco de desenvolver o câncer de pele. Outro fator importante é que quem teve muita insolação na infância e adolescência têm maior risco desenvolver o câncer do tipo Melanoma”, pontua Dra. Ariana.

A procura aumenta nesta época

Na farmácia da empresária Juliana Câmara, as vendas de protetores solares já aumentaram. “Em junho, cresceu 25%. Estimamos, na metade da temporada, 60% de aumento nas vendas de protetores. Temos protetores para todas as idades e o fator de proteção mais procurado é o 50”, informa Juliana.

Mais dicas

Evite o sol nos horários entre as 10 e 16 horas;

Use protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) no mínimo 30;

Reaplique o protetor a cada 2h – até mesmo aqueles que são “à prova d’água”;

Aplique o protetor solar cerca de 30 minutos antes de se expor ao sol;

Além do protetor solar, utilize bonés, chapéus, roupas compridas, óculos escuros e procure sempre lugares com sombra;

Reaplique o protetor solar após sair da água;

Beba muita água ou sucos naturais com o mínimo de açúcar possível;

Prefira alimentos mais leves, como saladas, frutas e peixes assados;

Evite frituras e comidas muito gordurosas de difícil digestão.

 

 

Gestor do HMA, AME e UPA de Araguaína conquista qualificação de nível nacional para unidade gerida em Alagoas

A partir deste feito, o projeto é implantar novos processos e protocolos para obter a Acreditação na cidade

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Trapiche da Barra, de Maceió, gerida pelo Instituto Saúde e Cidadania – ISAC, a mesma que é responsável pela gestão da UPA do Araguaína Sul, Hospital Municipal e Ambulatório Municipal de Especialidades, é a primeira instituição pública do estado de Alagoas a receber o selo de Instituição Acreditada Nível I pela avaliação da Organização Nacional de Acreditação (ONA), tornando-se uma das cinco unidades de pronto atendimento acreditadas no Brasil.

A ONA é uma entidade privada que qualifica unidades de saúde públicas e particulares de todo o Brasil conforme critérios de segurança, atendimento, estrutura, entre outras exigências, a exemplo do que acontece com as certificações ISO.

“Isso significa que alcançamos um alto padrão de qualidade na execução dos processos e na gestão de profissionais que resultam em impacto positivo na assistência aos usuários. Estes mesmos padrões estão sendo aplicados nas unidades de Araguaína”, explica o gerente de qualidade do ISAC, Vinícius Menezes.

Araguaína

Desde o início de 2019, o ISAC implantou na UPA de Araguaína um Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente para cuidar de todos os processos que envolvem o atendimento ao usuário.

“A partir de julho, vamos ter um profissional cuidando exclusivamente do núcleo com foco na implementação de protocolos e processos que otimizem ainda mais os atendimentos”, completa Vinícius.

A partir daí inicia-se o processo de Acreditação da UPA de Araguaína, que deve ser concluída até o primeiro semestre de 2020. Ainda a partir de julho, o ISAC começará um outro processo de Acreditação, desta vez internacional.

“É uma qualificação canadense para o Hospital Municipal de Araguaína. Serão vários processos, diretrizes e protocolos a serem implantados e desenvolvidos, mas estamos focados nesta missão, porque todo o resultado obtido beneficia, primeiramente e principalmente, o paciente e seus acompanhantes”, conclui o gerente de qualidade do ISAC.