Arquivo de tag Assessoria de Imprensa

Período de veraneio no sul do Maranhão demanda mais cuidados com a pele

O sol forte e as temporadas de praias requerem prevenção contra o câncer

Na região sul do Maranhão, o período de veraneio já começou e se estende até meados de setembro. Além do sol forte durante os dias de trabalho, há também as temporadas de praias, momento de maior exposição à radiação solar e, neste cenário, é preciso redobrar os cuidados com a pele.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pele não-melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Mas quando descoberta no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.

Em 2018, a estimativa de casos no Maranhão foi de 1680 entre homens e mulheres.

Na rua ou na praia

O cirurgião oncológico da Oncoradium Imperatriz, Gumercindo Leandro Filho, destaca que a prevenção é o único caminho para evitar o câncer, seja no dia a dia do trabalho ou durante a temporada de praias.

“O protetor solar é fundamental e indispensável, respeitando, também, o fator de acordo com cada pele e o tempo de exposição ao sol. No dia a dia, o fator 30 é suficiente. Nas praias, tem que ser acima disso. O uso das camisas com proteção UV, bonés e óculos também ajudam na prevenção”, diz o médico.

Para quem vai tomar banho na piscina ou nos rios, é necessário aplicar o produto com alguns minutos de antecedência e reaplicar após sair da água. E mesmo quem não se molha com frequência precisa renovar o protetor solar a cada duas horas.

“Ficar mais tempo embaixo de guarda-sóis e tendas também é bastante recomendado. Outro aspecto importante dos cuidados é a hidratação constante, porque a água protege nossa pele também”, reforça Dr. Gumercindo.

 Pessoas mais sensíveis

“É importante não esquecer de passar protetor solar nas orelhas e nos pés, principalmente para as pessoas de pele, cabelos e olhos claros, que têm maior risco de desenvolver o câncer de pele. Outro fator importante é que quem teve muita insolação na infância e adolescência têm maior risco desenvolver o câncer do tipo Melanoma”, pontua o oncologista.

Mais dicas

Evite o sol nos horários entre as 10 e 16 horas;

Use protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) no mínimo 30;

Reaplique o protetor a cada 2 horas, até mesmo aqueles que são “à prova d’água”;

Aplique o protetor solar cerca de 30 minutos antes de se expor ao sol;

Além do protetor solar, utilize bonés, chapéus, roupas compridas, óculos escuros e procure sempre lugares com sombra;

Reaplique o protetor solar após sair da água;

Beba muita água ou sucos naturais com o mínimo de açúcar possível;

Prefira alimentos mais leves, como saladas, frutas e peixes assados;

Evite frituras e comidas muito gordurosas de difícil digestão.

 

Imagem: https://www.imperlove.com.br

Recepção da UPA de Araguaína é ampliada para dar agilidade ao fluxo de atendimento

Foram criadas duas novas salas de triagem para garantir mais organização e humanização aos usuários

O Instituto Saúde e Cidadania – ISAC, responsável pela gestão da Unidade de Pronto Atendimento – UPA do Araguaína Sul,  entregou, no último dia 28 de junho, a obra de reforma e ampliação da recepção do prédio. Os novos espaços foram construído durante 60 dias efetivos de serviço com a meta de otimizar o fluxo de atendimento.

Foram criadas duas novas salas de triagem e a sala de espera dos pacientes foi ampliada, mantendo o sistema de controle eletrônico dos usuários, de acordo com a classificação de risco.

Alberto Aguiar, superintendente de projetos do ISAC, destacou que a obra vai garantir um tratamento mais humanizado para os usuários da UPA.

“Vamos prezar pela organização dos processos de fluxo. Desta forma, pretendemos oferecer um atendimento mais ágil e eficiente”, frisou.

Novo fluxo

A revitalização na UPA e a implantação do novo fluxo visam assegurar que o paciente seja avaliado na triagem em até três minutos.

“Essa reforma de ampliação dará a possibilidade da gente trabalhar o fluxo de acordo com a classificação. O paciente entra na unidade e já percebe como funciona esse fluxo. Primeiro é a triagem e depois o aguardo ao atendimento médico. Hoje já é possível fazer essa divisão e novos fluxos”, destacou Maria Dulcimary Fonseca, diretora geral das unidades do ISAC em Araguaína.

Pacientes aprovam

Quem foi atendido logo no primeiro dia da recepção ampliada e aprovou o novo fluxo foi o auxiliar de produção, Wilber da Silva Castro.

“Gostei muito, demorei só uns dois minutos na triagem, foi super-rápido. O ambiente ficou ótimo”, disse.

“Essa ampliação dividiu os ambientes para os pacientes, acompanhantes e para as pessoas que não precisam entrar. O tempo com certeza diminui. Temos visto, nessas três últimas semanas que, aos poucos, o fluxo de paciente está sendo melhor absorvido”, completou a coordenadora administrativa da UPA, Silvanilda Mariano de Sousa.

Espaço kids

O ISAC montou também um espaço kids, especialmente para as crianças que são atendidas na UPA. A ideia é garantir um conforto maior e mais tranquilidade.

“Pensamos em cada detalhe, tudo para garantir mais comodidade aos pacientes, acompanhantes e colaboradores”, finalizou Alberto.

Espaço Kids (1) Nova recepção O espaço ganhou mais cadeiras Quadro de informações para os pacientes UPA de Araguaína (2)

Julho Laranja é o mês de conscientização do câncer de pele no Tocantins

Em 2018, a estimativa de casos da doença no Estado foi de 580 entre homens e mulheres

Diferente do calendário proposto pelo Ministério da Saúde, quando as ações de prevenção e cuidados com câncer de pele acontecem no mês de dezembro, período de verão nas regiões sul e sudeste do país, a Acreditar Tocantins, clínica especializada no tratamento oncológico em Araguaína e região, criou a campanha Julho Laranja, em referência ao verão tocantinense e às temporadas de praias que se estendem de julho a setembro.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pele não melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Mas quando descoberta no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.

Em 2018, a estimativa de casos no Tocantins foi de 580 entre homens e mulheres. Já em Araguaína, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Saúde, os casos de cânceres de pele tratados no Hospital Regional de Araguaína, em 2018 e início 2019, foram 120 (5 do tipo melanoma).

Na rua ou na praia

A médica oncologista clínica da Acreditar Tocantins, Ariana Luz, destaca que a prevenção é o único caminho para evitar o câncer, seja no dia a dia do trabalho ou durante a temporada de praias.

“O protetor solar é fundamental e indispensável, respeitando, também, o fator de acordo com cada pele e o tempo de exposição ao sol. No dia a dia, o fator 30 é suficiente. Nas praias, tem que ser acima disso. O uso das camisas com proteção UV, bonés e óculos também ajudam na prevenção”, disse.

Para quem vai se banhar na piscina ou nos rios, é necessário aplicar o produto com alguns minutos de antecedência e reaplicar após sair da água. E mesmo quem não se molha com frequência precisa renovar o protetor solar a cada duas horas.

“Ficar mais tempo embaixo de guarda-sóis e tendas também é bastante recomendado. Outro aspecto importante dos cuidados é a hidratação constante, porque a água protege nossa pele também”, reforça Dra. Ariana.

Mais tempo exposto

É justamente nas praias que o perigo de danificar a pele com o sol aumenta, por causa do tempo maior de exposição. A digital influencer Yasmine Moreira afirma que redobra os cuidados.

“Eu uso dois protetores: um para o rosto e outro para o corpo. Sempre que vou me expor ao sol eu uso os dois, principalmente quando vou à praia, porque o sol é bem forte e o cuidado com a pele tem que ser maior. Mas durante o meu dia a dia, sempre uso o protetor facial mesmo, porque gosto de cuidar da minha pele e é bom lembrar que usar protetor diariamente combate ao envelhecimento precoce”, disse.

 Pessoas mais sensíveis

“É importante não esquecer de passar protetor solar nas orelhas e nos pés, principalmente para as pessoas de pele, cabelos e olhos claros, que têm maior risco de desenvolver o câncer de pele. Outro fator importante é que quem teve muita insolação na infância e adolescência têm maior risco desenvolver o câncer do tipo Melanoma”, pontua Dra. Ariana.

A procura aumenta nesta época

Na farmácia da empresária Juliana Câmara, as vendas de protetores solares já aumentaram. “Em junho, cresceu 25%. Estimamos, na metade da temporada, 60% de aumento nas vendas de protetores. Temos protetores para todas as idades e o fator de proteção mais procurado é o 50”, informa Juliana.

Mais dicas

Evite o sol nos horários entre as 10 e 16 horas;

Use protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) no mínimo 30;

Reaplique o protetor a cada 2h – até mesmo aqueles que são “à prova d’água”;

Aplique o protetor solar cerca de 30 minutos antes de se expor ao sol;

Além do protetor solar, utilize bonés, chapéus, roupas compridas, óculos escuros e procure sempre lugares com sombra;

Reaplique o protetor solar após sair da água;

Beba muita água ou sucos naturais com o mínimo de açúcar possível;

Prefira alimentos mais leves, como saladas, frutas e peixes assados;

Evite frituras e comidas muito gordurosas de difícil digestão.

 

 

Gestor do HMA, AME e UPA de Araguaína conquista qualificação de nível nacional para unidade gerida em Alagoas

A partir deste feito, o projeto é implantar novos processos e protocolos para obter a Acreditação na cidade

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Trapiche da Barra, de Maceió, gerida pelo Instituto Saúde e Cidadania – ISAC, a mesma que é responsável pela gestão da UPA do Araguaína Sul, Hospital Municipal e Ambulatório Municipal de Especialidades, é a primeira instituição pública do estado de Alagoas a receber o selo de Instituição Acreditada Nível I pela avaliação da Organização Nacional de Acreditação (ONA), tornando-se uma das cinco unidades de pronto atendimento acreditadas no Brasil.

A ONA é uma entidade privada que qualifica unidades de saúde públicas e particulares de todo o Brasil conforme critérios de segurança, atendimento, estrutura, entre outras exigências, a exemplo do que acontece com as certificações ISO.

“Isso significa que alcançamos um alto padrão de qualidade na execução dos processos e na gestão de profissionais que resultam em impacto positivo na assistência aos usuários. Estes mesmos padrões estão sendo aplicados nas unidades de Araguaína”, explica o gerente de qualidade do ISAC, Vinícius Menezes.

Araguaína

Desde o início de 2019, o ISAC implantou na UPA de Araguaína um Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente para cuidar de todos os processos que envolvem o atendimento ao usuário.

“A partir de julho, vamos ter um profissional cuidando exclusivamente do núcleo com foco na implementação de protocolos e processos que otimizem ainda mais os atendimentos”, completa Vinícius.

A partir daí inicia-se o processo de Acreditação da UPA de Araguaína, que deve ser concluída até o primeiro semestre de 2020. Ainda a partir de julho, o ISAC começará um outro processo de Acreditação, desta vez internacional.

“É uma qualificação canadense para o Hospital Municipal de Araguaína. Serão vários processos, diretrizes e protocolos a serem implantados e desenvolvidos, mas estamos focados nesta missão, porque todo o resultado obtido beneficia, primeiramente e principalmente, o paciente e seus acompanhantes”, conclui o gerente de qualidade do ISAC.

 

 

 

 

Parando de respirar enquanto dorme? Pode ser apneia do sono!

A doença atinge a qualidade de vida das pessoas e pode ser causada por uma série de fatores

Dormir bem é fundamental para ter um dia produtivo e manter uma boa qualidade de vida. Mas muitos problemas podem afetar o sono e gerar inúmeras consequências. Segundo dados da Associação Brasileira do Sono (ABS), 75% dos brasileiros apresentam queixas de problemas ao dormir e uma delas é a apneia.

A apneia significa “sem ar” ou “parada da respiração”. É um problema respiratório que acontece enquanto dormimos, caracterizada por interrupções breves e repetidas da respiração com duração de pelo menos 10 segundos e em uma frequência maior que cinco episódios por hora de sono.

O médico otorrinolaringologista, Daniel Nunes, destaca que existem dois tipos de apneia.

“Tem a central e obstrutiva. A apneia central, que é bem menos comum, acontece quando o cérebro deixa de enviar ordem aos músculos do tórax responsáveis pela respiração. Já a apneia obstrutiva é aquela que, apesar dos movimentos torácicos presentes, a via aérea superior está obstruída”, pontua.

Sofrimento

Advair Cardoso Pinto, corretor e perito avaliador de imóveis, é um dos milhares de brasileiros que sofrem por causa da apneia do sono.

“Eu descobri quando tinha problemas com o ronco aos 20 anos. Com o tempo isso foi aumentando e depois passei a ter problema com a apneia, a ponto de atrapalhar a minha noite de sono. Em 2017, resolvi procurar um especialista e fiz todos os exames. Passei por um tratamento cirúrgico para o corrigir um desvio nasal”, comenta Advair.

Um dos grandes sintomas da apneia é o ronco. Esse problema atinge 45% dos adultos, segundo a Associação Brasileira do Sono.

“No primeiro ano depois da cirurgia, foi tudo ótimo, parei de roncar. No segundo ano, voltei a roncar com uma menor frequência. A apneia diminuiu significativamente. Senti melhoras após o tratamento”, completa o corretor.

Riscos e tratamento

Além na queda de qualidade de vida pela sonolência diurna excessiva, dormir mal à noite aumenta o risco de problemas cardíacos, como pressão alta, batimento cardíaco irregular e infarto do miocárdio. Ainda devido ao quadro de sonolência, o risco de acidente automobilístico é de 4 a 7 vezes maior nos indivíduos com apneia obstrutiva do sono.

O tratamento depende da gravidade do caso, podendo ter uma proposta cirúrgica, uso de aparelho de pressão positiva de ar ou somente higiene do sono.

Por que os bancos querem saber quais são os principais clientes de uma empresa na hora de pedir um financiamento?

Dependendo do quanto o negócio depende deles, há o risco de comprometer o pagamento das parcelas

Seja para renovar o maquinário, comprar mais equipamentos, adquirir mais matéria-prima, dar fluxo ao caixa ou usar para a expansão da empresa, o empresário mais cedo ou mais tarde pode precisar de uma boa quantia de dinheiro.

É nesta hora que as linhas de crédito das instituições financeiras acabam sendo opções vantajosas para dar um fôlego a mais para o negócio.

O que muita gente não sabe é que bancos e cooperativas de crédito costumam pedir, entre vários documentos, uma lista dos principais clientes da empresa. E isso acontece porque a instituição quer saber o nível de dependência da empresa em relação ao faturamento.

“Se a empresa que está pleiteando um empréstimo perder um cliente que corresponde a grande parte dos recebíveis, ela pode comprometer o pagamento das parcelas”, explica o contador e diretor da Brasil Price, Ronaldo Dias.

Vamos supor que uma empresa de fertilizantes fature R$ 100 mil e seus três principais clientes representam 60% do faturamento. Isso significa que a perda de um desses clientes, dois ou três, já gera um impacto muito significativo no caixa da empresa.

“E se um desses clientes perde uma safra toda, por exemplo, há grandes chances de a empresa de fertilizantes não ser paga, daí vira uma bola de neve. O ideal é que a carteira de clientes seja suficientemente diluída para que a perda de um, dois, 10 ou 15 clientes, não vá afetar o fluxo de caixa”, finaliza Ronaldo.

 

Empresa de Araguaína muda hábitos e registra economia de 10% na conta de energia elétrica

Mais de 90% do consumo na Rensoftware são com computadores, ar-condicionados e lâmpadas. Colaboradores abraçaram campanha interna de uso responsável da energia

Uma campanha interna para a conscientização sobre o uso de energia elétrica resultou em uma economia significativa na Rensoftware, empresa araguainense especializada em automação comercial e softwares de gestão empresarial.

As boas práticas dos colaboradores dentro da campanha intitulada Click da Consciência foram o pontapé para mudanças de hábitos na empresa e também nas casas dos colaboradores.

 As ações começaram em abril e, após 30 dias, a empresa registrou uma economia de 405 KW/h. Isso corresponde a 10% de economia total na conta final, equivalente ao consumo de uma casa com cinco pessoas em um mês.

Dentro e fora da empresa

A diretora administrativa-financeira da Rensoftware, Aline Costa, conta que o objetivo da campanha, além de buscar economia, é trazer mais conscientização para dentro e fora da empresa.

“Este foi o primeiro mês e nós já pudemos perceber uma redução bastante significativa no consumo da energia elétrica. Temos uma meta de alcançar 30% de economia, manter este hábito sustentável aqui dentro e incentivar que nossos colaboradores levem os mesmos comportamentos para suas casas”.

O Anuário Estatístico de Energia Elétrica mostra que o consumo de energia no Tocantins aumentou 22,8% entre 2013 e 2017.

“Além de significar economia financeira, sabemos que consumir a energia elétrica com responsabilidade é uma forma de mostrarmos respeito pelo meio-ambiente e nossos recursos naturais”, completa Aline.

Boas práticas

Quase a totalidade do consumo de energia elétrica da Rensoftware advém dos computadores (mais de 40 em toda a empresa), ar-condicionados em todos os departamentos e áreas de recepção e recreação, além das lâmpadas, que já são de LED.

A redução do consumo foi possível porque todos os colaboradores abraçaram a campanha e levaram a sério as dicas compartilhadas internamente por meio de adesivos próximo aos interruptores, mensagens pelas redes sociais e uma palestra com um representante da Energisa Tocantins.

A recepcionista Soraia Pereira da Silva está empenhada em fazer a sua parte.

“Um hábito que eu mudei bastante foi o fato de desligar o monitor do computador quando vou para o almoço, por exemplo. Além disso, quando saio de um local onde não tem ninguém e já tem uma iluminação ambiente, desligo a luz. Na recepção, meu local de trabalho, a luz principal só fica acesa se a natural não for suficiente”, disse a colaboradora.

Reajustes tarifários

Em julho do ano passado, foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e anunciado pela Energisa um aumento médio de 10,13% na tarifa de energia elétrica no Tocantins. O aumento atingiu mais de 575 mil unidades consumidoras do estado. O aumento foi de 10,15% para consumidores residenciais e para as indústrias o reajuste foi de 10,04%.

No mês de maio deste ano, a Aneel também aprovou um reajuste nos valores da bandeira tarifária amarela e da bandeira vermelha, nos patamares 1 e 2. O maior reajuste ocorreu na bandeira amarela, que passou de R$ 1 a R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) – uma alta de 50%. O patamar da bandeira vermelha 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh, alta de 33,3%, e o patamar 2 da bandeira vermelha passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos, alta de 20%.

A temperatura de 24 graus nos ar-condicinados é ideal para manter o ambiente fresco e economizar energia Adesivos foram colados próximo aos interruptores sobre a campanha Computadores sem uso por mais de 15 minutos ficam com os monitores desligados

 

 

 

 

Maio e junho: meses alavancam o comércio de Araguaína

Dia das Mães, dos Namorados, Expoara e praias contribuem para o otimismo de vários segmentos

Comerciantes de diversos segmentos de negócios em Araguaína estão bastante confiantes com as vendas para os meses de maio e junho. Este é um período que aquece a economia local por causa do Dia das Mães (segunda melhor data para o comércio no ano), Dia dos Namorados, Exposição Agropecuária de Araguaína (Expoara) e início da temporada de praias da região.

O Dia das Mães e dos Namorados neste ano estão sendo trabalhados de maneira inédita pela Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA, que criou a campanha “Meus 2 Amores” para destacar as duas datas no impulsionamento das vendas.

A entidade empresarial araguainense investiu em prêmios diversificados para os consumidores (oito no total) e também para os vendedores das lojas participantes (oito no total), além de inovar no formato dos sorteios: totalmente digital por meio do aplicativo Sorteio ACIARA, criado especificamente para as campanhas da associação.

“Outra novidade foi realizar os oito sorteios em cada uma das lojas patrocinadoras e com transmissão ao vivo por uma rádio parceira e pelas redes sociais. A ideia é gerar movimentação, expectativa e, claro, vendas”, ressalta o diretor da ACIARA, Beto Parente.

Natal fora de época

Um dos ramos que mais comemoram as vendas nesse período é o setor de calçados.

“Esse período de maio e junho só perde mesmo para o Natal. Nesses dois meses, nossas vendas aumentam 15%, na média, comparando com outros meses. As nossas grandes apostas são para o Dia dos Namorados e a Expoara. Essa campanha da ACIARA também está ajudando muito a trazer os clientes para a loja e comprarem, além disso estamos com outros promoções e descontos”, frisou a empresária Elza Ferreira de Rezende, da Simone Calçados.

 O presidente da ACIARA, Dearley Kuhn, reforça que o período é um dos mais esperados pelos comerciantes.

“É um Natal fora de época, porque são quatro datas e períodos fundamentais para nossa economia. Eles movimentam diversos setores, do comércio à prestação de serviço, além de incentivar o empreendedorismo em muitos trabalhadores”.

Expoara

Há 51 anos, a Expoara é considerada uma das maiores feiras agropecuárias do Tocantins. Centenas de expositores trazem o que há de mais moderno para o segmento durante a feira, além dos leilões, rodeios, shows, entre outras atrações.

O presidente do Sindicato Rural de Araguaína, Roberto Paulino, lembra que a Expoara movimenta toda a economia do Tocantins e até de estados vizinhos.

“As vendas no comércio por causa da Expoara representam um dos maiores ganhos, perdendo apenas para o Natal e Dia das Mães. A exposição agropecuária envolve todo o comércio, além de hotéis, bares e restaurantes, entre tantos outro segmentos”, pontua o diretor.

Um dos setores em que mais comemoram o aumento das vendas por causa da Expoara é o de malharias.

“É o verdadeiro Natal para esse setor. As confecções de camisas das comitivas para a cavalgada começam já no final de abril, são mais de 8 mil camisas produzidas em nossa cidade”, pontua Paulino.

Uma das grandes apostas da Expoara é o comércio de veículos e maquinários agrícolas que têm as vendas iniciadas na feira e efetivadas nas concessionárias. O público esperado para a edição de 2019 é de mais de 150 mil pessoas nos 10 dias de evento.

Praias

No Tocantins, a programação das praias em grande parte das cidades tem início na última semana de junho.

Araguaína tem uma localização geográfica privilegiada por estar próxima de dois importantes rios: o Araguaia e Tocantins. São dezenas de praias na região que atraem milhares de turistas de todas as partes do Brasil e tem têm na cidade um ponto de referência.

De acordo com a diretora da ACIARA, Juliana Carneiro, os empresários veem nessa época a oportunidade de impulsionar as vendas.

“O turismo hoje é o maior negócio do mundo e não tem crise. O comércio é muito fortalecido com o turismo. Vale a pena inovar em produtos diferentes. O turista de praia não compra apenas roupa de banho, mas também movimenta o mercado de academias e clínicas de estética, por exemplo”.

Supermercados, lojas de vestuário e calçados, cosméticos, academias, clínicas e outras prestações de serviços são alguns dos segmentos beneficiados com a temporada de praias.

3º Sorteio da Campanha Meus 2 Amores da ACIARA Av. Cônego João Lima, principal via comercial de Araguaína - Ascom Prefeitura de Araguaína Expoara Araguaína - G1 Tocantins

Clínica de Araguaína promove ação com consultas dermatológicas gratuitas

A Virada da Pele Saudável oferecerá seis horas seguidas de consultas no período da noite e madrugada

 

Entre as 20 horas do dia 31 de maio e 2 horas de 1º de junho, a Clínica Suprema, especializada em atendimento dermatológico em Araguaína, promoverá a Virada da Pele Saudável, 6 horas consecutivas de atendimento clínico e gratuito para a comunidade.

As consultas acontecerão conforme agendamento prévio, iniciado e encerrado ainda no dia 21 de maio diante da grande procura do pacientes. No total, três médicos dermatologistas estarão disponíveis para atendimento

A ação ainda conta com o apoio da Liga Araguainense de Dermatologia, do curso de Medicina do Centro Universitário UNITPAC.

O médico idealizador do projeto, Dr. Silvestre Silveira, reforça que a Virada da Pele Saudável é uma ação de reconhecimento e gratidão à cidade.

“A Clínica Suprema está devolvendo à comunidade a confiança depositada nesses 11 anos de funcionamento. Eu, na condição de médico, sei da extensão dos problemas dermatológicos das pessoas, principalmente aquelas que não têm condições de pagar por uma consulta”, destacou Dr. Silvestre.

 

Clínica Suprema

Há 11 anos, a Clínica Suprema de Araguaína é referência na área da Dermatologia Clínica, Cirúrgica e Estética para pacientes do norte do Tocantins e das regiões sul do Pará e Maranhão. O trabalho foi construído sobre os pilares da ética, aprimoramento técnico e respeito ao paciente, valores concebidos pelo médico Dr. Silvestre Júlio Souza da Silveira e toda sua equipe.

Crianças podem contrair até 10 infecções respiratórias por ano

Apesar de ser uma situação considerada “natural”, o médico otorrinolaringologista Daniel Nunes alerta que algumas medidas podem prevenir essa condição

 

As infecções respiratórias agudas são muito comuns na infância. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), aproximadamente 90% das infecções respiratórias em crianças é de origem viral. Para cada criança, os quadros de infecção podem se repetir de nove a 10 vezes por ano.

A desnutrição infantil e, em alguns casos, a falta de amamentação materna são fatores que tornam as crianças mais suscetíveis a desenvolverem infecções respiratórias. A rinofaringite aguda (resfriado), amigdalite, otite média e sinusite são as infecções mais comuns nas vias aéreas superiores.

De acordo com levantamento da Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde de Araguaína, em 2018 foram notificados 509 casos de Infecção Respiratória Aguda em crianças de até cinco anos na Unidade de Pronto Atendimento de Araguaína (UPA 24 horas). De janeiro a abril deste ano, 105 casos foram notificados na UPA.

 

Sintomas

O médico otorrinolaringologista, Daniel Nunes, lembra que, apesar de comuns na infância, essas infecções podem atingir pessoas de qualquer idade.

“Sintomas como febre, mal-estar, dor no peito e principalmente tosse sinalizam que o organismo precisa de cuidados. Estas infecções acompanham outros sintomas, como tosse com chiado, catarro, dor de ouvido e dor abdominal”, destaca.

Vários fatores influenciam no aparecimento dessas infecções. As principais são questões ambientais, como poluição, ingestão de alimentos com corante e conservante quando há tendência à alergia, além da permanência em ambientes sem ventilação e imunodeficiência.

 

Prevenção

Algumas ações podem prevenir essas infecções nas crianças. As principais são lavar os brinquedos com regularidade, não compartilhar talheres e copos, lavar as mãos com frequência, higienizar as mãos após tocar o nariz, manter o ambiente limpo e arejar a casa diariamente.

“Uma outra grande preocupação é em relação à criança doente frequentar a escola. Crianças com infecções virais podem contagiar outras antes do aparecimento de sintomas, assim como depois do desaparecimento deles. Por isso os pais devem ficar atentos a todos os sinais e procurar o quanto antes a ajuda de um médico”, afirma Daniel Nunes.

A sobrinha da enfermeira Andreia Ravelly sofre desses problemas todos os anos. “Quando há mudança de temperatura, ela fica molinha e com garganta seca. Quando esses sintomas aparecem, a gente sempre leva ela para ser atendida por um médico”, afirma.

 

Imagem: https://www.medicosdeportugal.pt